sábado, 10 de setembro de 2011

Lágrimas de sangue



                                                     Lágrimas de sangue

                                             Já chorei muito na minha vida
                                          As lágrimas secaram a minha alma
                                          Lamentações de uma vil existência
                                         Recordações amargas da desilusão
                                             Marcas deixadas no coração
                                            Humilhações sofridas por amor
                                          Sofrimento angustiante sem volta
                                        Apenas restaram lágrimas de sangue

                                                    (Don Juan Castelano)

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir